top of page
  • FPMBP

Com mais R$ 7,4 milhões por ano, vereadores e prefeito ajudam a garantir o futuro do FPMBP.


Em julho deste ano, o prefeito Mario Esteves enviou para a Câmara Municipal um Projeto de Lei do Executivo, cujo objetivo era garantir que os valores do desconto mensal referente ao Imposto de Renda, feito direto no contracheque de aposentados, ativos e inativos, fossem destinados ao Fundo de Previdência. Até então, o recurso era incorporado à arrecadação geral da prefeitura. A mensagem foi aprovada pelos vereadores, por unanimidade, e com a mudança, que entra em vigor neste mês de outubro, o órgão terá uma receita anual a mais de R$ 7,4 milhões, o que representa, em 70 anos (período estabelecido pela legislação), um total de mais de R$ 500 milhões.


Todos os parlamentares do Legislativo de Barra do Piraí votaram a favor dessa alteração, com o propósito de garantir a “saúde” do Fundo de Previdência do município a longo prazo. Mario Esteves destaca a importância dessa medida, principalmente porque “se trata do patrimônio do servidor público”.


“Abrimos mão desse montante significativo nas contas do município pelo entendimento de que é preciso solucionar um problema de anos, que foi empurrado ‘com a barriga’, uma gestão após a outra. Enviamos a lei, aprovada pela Câmara, para fortalecer a saúde financeira do regime próprio de Previdência, além de ratificar o compromisso com aqueles que dedicaram anos de trabalho ao serviço público”, pondera o chefe do Executivo.


A diretora do órgão, Pâmela Lúcia Ornellas Pinto Oliveira, dá detalhes do impacto que a nova lei terá no orçamento da pasta: “A previsão inicial de receita foi apurada antes do reajuste dos professores da ativa, portanto, antes da aplicação do piso. Depois disso, atualizamos o cálculo, com a prospecção de um aumento anual de R$ 7,4 milhões, o que, em 70 anos, soma mais de R$ 500 milhões. É uma garantia a mais para o servidor quanto ao seu futuro. Sem sombra de dúvida, esse foi um dos projetos mais importantes aprovados pela Câmara em favor do funcionalismo”, afirma.

18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page